sexta-feira, 5 de junho de 2009

Nas asas de outro sonho


não, não sou ninguém
vagueio entre gente como sombra
mas não sou ninguém

rasgo a terra com mãos doridas
arranho a vida com unhas de raiva
Mas não sou ninguém

mordo os lábios… Sangro a alma
vingo a indiferença … cavo preconceitos
mas não sou ninguém

não sou ninguém
nem sou de ninguém
sonho e vivo de sonhar

e quando o sonho definha
feneço com ele
para renascer nas asas de outro sonho


8 comentários:

  1. És apenas de ti, livre pensamento que nos levas para o outro lado, aquele lado em que somos livres de ser e sentir.

    Mais do que ninguém, és uma branca flor num jardim de rosas negras.

    beijo

    ResponderEliminar
  2. "Conte a sua história ao vento,
    Cante aos mares para os muitos marujos;
    cujos olhos são faróis sujos e sem brilho.
    Escreva no asfalto com sangue,
    Grite bem alto a sua história antes que ela seja varrida na manhã seguinte pelos garis.
    Abra seu peito em direção dos canhões,
    Suba nos tanques de Pequim,
    Derrube os muros de Berlim,
    Destrua as catedrais de Paris.
    Defenda a sua palavra,
    A vida não vale nada se você não
    viver uma boa história pra contar."
    (Pedro Bial)

    Na impossibilidade de entrar em detalhes, como eu gostaria imensamente como todos amigos que tenho, venho trazer um pouco de poesia e desejar que seu domingo, sua nova semana seja de mil cores, que tenhas muitas alegrias!

    Um abraço

    Sônia

    ResponderEliminar
  3. OLÁ QUERIDA AMIGA... SUBLIME POEMA... ADOREI!!!
    VOTOS DE BOM DOMINGO... ABRAÇOS DE CARINHO E AMIZADE,
    FERNANDINHA

    ResponderEliminar
  4. Quem sonha e vive de sonhar é sempre alguém que tem um mundo para conquistar.
    Quem sonha e vive de sonhar tem as estrêlas para contemplar.
    Quem sonha e vive de sonhar é sempre alguém que sabe amar.
    Bem hajam os sonhos e quem os abraçar.


    Abraço

    ResponderEliminar
  5. Belo poema... é isso aí "quando o sonho definha
    feneço com ele para renascer nas asas de outro sonho"

    sonhar é viver!

    Beijos

    ResponderEliminar
  6. bel.íssimo o poema, este, que se acrescenta aqui.

    ao sabor de tantas marés ainda por decifrar.

    um bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  7. Amigos são poemas…
    Os verdadeiros amigos são a poesia da vida.
    Eles enchem nossos dias de cores, rimas e risos,
    nos seguram a mão quando caminhar parece difícil.
    Mostram que mesmo em dias nublados o sol está no mesmo lugar,
    e nos ensinam que a chuva pode ser uma canção de ninar
    nas noites solitárias e vazias.

    Um abraço em mais este final de semana, que tudo lhe
    Seja bom...

    ResponderEliminar
  8. Porque apagaste tão belo poema...

    Beijo em ti

    ResponderEliminar